Informação correta sobre repasses ao Andes

Paulo M.B. Rizzo

Uma das informações relevantes para a deliberação que fomos chamados a tomar nos próximos dias sobre eventual vinculação da Apufsc ao Andes ou ao Proifes diz respeito ao repasse de recursos financeiros para estas entidades. O Boletim da Apufsc nº 823, Especial sobre vinculação nacional, de março de 2019, traz, na página 7, um quadro comparativo com informações sobre as duas entidades nacionais. Sua última linha é “Contribuição financeira em caso de participação da Apufsc” e afirma que, no caso do Andes, esta contribuição seria de “até 40% da arrecadação da seção sindical”.

Esta informação está equivocada e o correto é 20%, conforme o Art. 75 do Estatuto do Andes e, ainda, conforme o que a Apufsc repassava à tesouraria do Andes quando era seção sindical do sindicato nacional. Isto é, a informação correta é de domínio histórico na Apufsc.

 No dia 04 de abril enviei mensagem para a imprensa da Apufsc apontando o problema e obtive, como resposta, em mensagem do Diretor de Divulgação e Imprensa, Professor Eduardo Meditsch, no dia 06 de abril, que a tabela fora elaborada pelo Grupo de Trabalho nomeado pelo Conselho de Representantes para organizar e coordenar a discussão sobre vinculação nacional, composta pelos professores Luiz Gonzaga de Souza Fonseca,  Douglas Francisco Kovaleski e Wilson Erbs.

 Em 11 de abril enviei mensagem para a Secretaria da Apufsc mostrando a incorreção e pedindo que a repassasse para a mencionada comissão, o que foi feito pela Secretaria, mas apenas o Professor Douglas respondeu, sugerindo que a comissão se reunisse para tratar da questão. No dia 17 de abril ocorre novo chamamento à comissão para se reunir, mas não sei o que se seguiu e o fato é que, até o momento, não houve o devido esclarecimento por parte da comissão, o que me levou a publicar, na seção de opinião do site da Apufsc, este esclarecimento, espaço de alcance muito menor que o do Boletim impresso, onde permanece a informação incorreta, sem a esperada correção por parte da comissão.

Paulo M. B. Rizzo

Aposentado ARQ/CTC

Compartilhar