“Ciência, pra que ciência?”, da SBPC, já recebeu mais de 60 vídeos

Campanha da SBPC convida pesquisadores para contar histórias que mostrem a importância da ciência

Lançada pela SBPC no início do mês, a campanha “Ciência para que ciência?” já recebeu mais de 60 vídeos em que os pesquisadores contam como os cortes no orçamento da Capes e do CNPq irão comprometer o futuro de pesquisas no País. O envio pode ser feito por pesquisadores – desde a iniciação científica até a pós-graduação-, bolsistas e ex-bolsistas, profissionais de todas as áreas e pessoas interessadas em ciência. Os depoimentos são publicados diariamente nas redes sociais da SBPC e disponibilizados também em uma playlist da TV SBPC, no YouTube.

Um dos vídeos é o de Bruno Pedroso Lima da Silva, da UFSC. Ele conta que foi bolsista CAPES no Mestrado e Doutorado, onde pôde pesquisar sobre as contribuições da filosofia e tecnologia para educação. O pesquisador espera que os cortes sejam revertidos pois, para ele, “a educação e a ciência brasileira que são a definição do progresso brasileiro”.

Para participar da campanha e compartilhar suas histórias, as quais serão divulgadas nas redes sociais da entidade, é preciso gravar um breve vídeo, com duração de 30 segundos a um minuto, acessar este link, preencher um breve formulário e seguir as instruções para carregá-lo. O depoimento pode ser gravado em celular, em alta definição, com o aparelho na horizontal.

A campanha “Ciência, pra que Ciência?” soma forças às intensas manifestações que a SBPC, com apoio de outras entidades científicas do País, vem realizando em defesa dos recursos para a viabilização da Ciência no Brasil, como o abaixo-assinado online #SomosTodosCNPq. A petição foi entregue ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia no dia 28 de agosto e já recebeu quase 1 milhão de assinaturas. Ela continua disponível neste link para quem ainda quiser assinar.

Leia na íntegra: Jornal da Ciência

Compartilhar