Conselho Universitário da UFFS pede renúncia do reitor

Entidade convocou para 30 de setembro sessão para recomendar a destituição do cargo de Marcelo Recktenvaldd+ estudantes desocupam a reitoria após 20 dias de  protesto

 

No último domingo (15), integrantes do Conselho Universitário da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS)  apresentaram uma a  Marcelo Recktenvald, pedindo que renuncie ao cargo de reitor da instituição. Os conselheiros, entre titulares e suplentes, exigem a renúncia por entenderem que “sua nomeação, feita pelo Presidente da República, por meio de Decreto publicado no Diário Oficial da União em 30 de agosto de 2019, representa clara violação à autonomia da UFFS e desrespeito para com a comunidade universitária”.

 

Depois de três semanas de ocupação, estudantes da UFFS decidiram ontem desocupar a reitoria após o Conselho Universitário convocar, para o próximo dia 30, uma sessão para votar recomendações de destituição do reitor nomeado por Bolsonaro. Mesmo sendo o terceiro colocado na lista tríplice, Marcelo Recktenvald foi escolhido para o cargo, o que gerou a manifestação estudantil. A realização de uma assembleia com a pauta da destituição era uma das uma das reinvindicações do movimento e, por isso, os alunos aceitaram deixar o prédio da reitoria.

 

Leia mais: Portal G1 e Diário Catarinense


 

Compartilhar