Comissão de Educação da Câmara sugere destituição do reitor da UFFS

Aprovada pelo Conselho Universitário em 30 de setembro, destituição é contestada pelo reitor

A Comissão de Educação da Câmara Federal aprovou, em Reunião Deliberativa Ordinária na manhã de quarta-feira (16), o envio de uma Indicação ao Poder Executivo sugerindo a destituição de reitor da UFFS, Marcelo Recktenvald, informa o Sinduffs, seção sindical dos docentes da Federal da Fronteira Sul. Aprovado pelo Conselho Universitário no dia 30 de setembro, o ato de destituição é negado pelo próprio reitor, que não encaminhou a decisão ao Executivo.

De autoria dos deputados Pedro Uczai (PT-SC) e Margarida Salomão (PT- MG) e subscrita pelo deputado Waldenor Pereira (PT- BA), o documento indica que o presidente da República proceda a destituição em defesa da autonomia universitária, da gestão democrática do ensino público, do interesse público e da função social da universidade.

Comissão da Educação.
Comissão da Educação durante reunião Foto: Pedro França/Agência Senado/ Flickr

Resgatando todo o processo de luta que levou à aprovação da destituição de Marcelo Recktenvald pelo Conselho Universitário da UFFS, os autores da proposta justificam no documento que essa solicitação atende a vontade da comunidade expressada na consulta prévia, além de constituir método eficaz para viabilizar a normalização do funcionamento institucional.

Em trecho da justificativa, os proponentes destacam que a proposta de destituição do reitor feita pelo Consuni tem o “propósito de afirmar a ordem democrática na instituição e preservar o atendimento do interesse público”, já que “a comunidade universitária não o reconhece como legítimo para ocupar o cargo”.

Leia na íntegra: Sinduffs

Compartilhar