Bolsonaro confirma que reforma administrativa vai dar fim à estabilidade de servidores

Presidente reiterou informação da  equipe econômica: medida afetará novos funcionários

Durante viagem à China, na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro confirmou que a reforma administrativa vai dar fim à estabilidade de servidores. Segundo declarou, a medida vai alcançar os novos servidores públicos, e não quem já está em cargos públicos.

“A reforma administrativa está bastante avançada. Não haverá quebra de estabilidade para os atuais servidores. Quem entrar a partir da promulgação da PEC, aí pode não haver estabilidade”, admitiu Bolsonaro.

Além disso, o presidente reafirmou o que a sua equipe econômica já vinha indicando: haverá mudança na forma de progressão na carreira. Segundo o presidente, a reforma vai acabar com a indexação dos salários.

“As pessoas falam tanto dos militares. Um aspirante começa ganhando em torno de R$ 6,5 mil brutos, e ao longo da carreira vai havendo progressão. O que a equipe está estudando é acabar com indexações nessa área”.

Leia na íntegra: O Dia/Coluna do Servidor

Compartilhar