Reitora da UnB pede audiência com ministro do TCU sobre suposto encontro com Weintraub

Segundo Márcia Abrahão, o ministro da Educação também foi chamado para esclarecer o motivo da audiência dele com o ministro do TCU relator das contas da UnB  

Em reunião do Conselho Universitário na quarta-feira(18), a reitora da Universidade de Brasília, Márcia Abrahão informou que solicitou uma audiência com o ministro do TCU Walton Alencar, relator das contas da UnB em 2017, com quem o ministro Abraham Weintraub teria se encontrado. Questionamentos sobre este encontro foram feitos por seis deputados durante a audiência de Weintraub na Comissão de Educação da Câmara, na semana passada.

Na versão dos deputados, Weintraub teria se reunido com o ministro do TCU para tentar convencê-lo a ir contra o parecer da área técnica e reprovar as contas da UnB. “O ministro não respondeu e ele estava sob juramento”, reclamou a reitora.

“Nós confirmamos que existia essa agenda, e eu acionei a AGU (para pedir medidas necessárias, principalmente em relação ao possível encontro de Weintraub com o ministro do TCU)”, informou Márcia. Segundo a reitora, o ministro da Educação também foi chamado para ir à UnB. “A UnB está aguardando e parlamentares já se colocaram à disposição para participar.”

O Consuni  se reuniu para discutir os  “recentes ataques do ministro da Educação à universidade”. Cerca de 90 pessoas participaram do encontro de quarta-feira  no Auditório da Reitoria da UnB. A reitora, rebateu afirmações de  Weintraub a respeito da existência de drogas em universidades federais.

 “A Universidade de Brasília não é produtora de qualquer tipo de droga. A Universidade de Brasília não compactua com ilícitos”, afirmou.  “O problema de drogas é um problema da sociedade. Somos uma instituição inserida num contexto muito maior de uma sociedade que lida com drogas, álcool e tabaco”, pontuou.  Durante a reunião, alguns membros do Consuni sugeriram ir ao MEC para pedir a demissão do ministro.

Leia mais: Correio Braziliense

Compartilhar