Com corte de 40% na assistência estudantil, UFSM prepara medidas para conter gastos

Terceirização do RU da Universidade Federal de Santa Maria está entre as providências

O orçamento previsto no Plano Nacional de Assistência Estudantil (PNAES) para a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) este ano será 40% inferior ao orçamento de 2019. Os R$ 21 milhões aprovados na Lei Orçamentária Anual (LOA) do ano passado foi reduzido para R$ 14 milhões.

Em entrevista à SEDUFSM, o pró-reitor de Assuntos Estudantis da UFSM, Clayton Hillig, avalia a gravidade do cenário e explica que a instituição implementa medidas de contenção de gastos desde o ano passado visando o “pleno funcionamento” das atividades.

A terceirização do Restaurante Universitário (RU) é a principal medida. De acordo com dados disponibilizados pela pró-reitoria, a economia deverá ser de R$ 4 milhões a R$ 4,5 milhões. Hillig nega prejuízos na qualidade da prestação de serviços, mas a coordenadora do Diretório Central Estudantil (DCE), Isadora Barrios, relata preocupações com problemas sofridos pelos estudantes já na fase de transição para a terceirização.

Leia a reportagem: SEDUFSM

Compartilhar