MEC processa 30 professores da Universidade Federal Fluminense (UFF)

Docentes terão de se explicar sobre voto de 12 anos atrás, quando integravam o Conselho Universitário

O MEC abriu um procedimento administrativo disciplinar contra 30 professores da UFF (Universidade Federal Fluminense) para que eles expliquem um voto que deram há 12 anos sobre a carreira administrativa dos funcionários da instituição. A informação está na coluna da jornalista Mônica Bergamo desta segunda-feira (17).  

Na ocasião, os mestres, que integravam o Conselho Universitário da UFF, decidiram que os funcionários aposentados deveriam ter os mesmos aumentos dos que estavam na ativa, seguindo os princípios da isonomia e da integralidade. 

“É o maior abuso de autoridade que se comete contra a liberdade de manifestação e de voto nos Conselhos superiores da universidade pública”, diz Adriana Penna, da associação dos docentes da UFF. “É uma clara tentativa de intimidação e ataque à autonomia universitária.” 

A entidade está dando apoio jurídico aos professores. O ministério não respondeu aos questionamentos da coluna.

Fonte. Folha

Compartilhar