35 universidades públicas já suspenderam aulas presenciais no país

Brasil contabiliza 200 casos confirmados do novo coronavírus distribuídos por 15 estados, aponta Ministério da Saúde

Em todas as regiões do país, 35 universidades públicas já suspenderam aulas presenciais, de acordo com levantamento do Fórum Nacional de Pró-reitores e do site G1. O número de casos confirmados do novo coronavírus no Brasil subiu para 200, conforme informação divulgada neste domingo (15) pelo Ministério da Saúde. No sábado, o país contabilizava 121 confirmações. Até o momento, 15 estados foram atingidos pelo Covid-19.

Em Santa Catarina, são sete os casos confirmados, na seguintes cidades: Florianópolis (3), Rancho Queimado (2), Joinville (1) e  Braço do Norte (1). A UFSC, a UFFS e o IFSC suspenderam as aulas presenciais em todo o estado.

O estado com o maior número de confirmados é São Paulo, que contabiliza 136 pessoas comprovadamente infectadas pelo coronavírus. Seguido por: Rio de Janeiro (24), Distrito Federal (8), Santa Catarina (7), Paraná (6), Rio Grande do Sul (6), Goiás (3), Bahia (2), Minas Gerais (2), Pernambuco (2), Amazonas (1), Rio Grande do Norte (1), Alagoas (1), Sergipe (1) e Espírito Santo (1).

Abaixo, confira a lista de universidades públicas, particulares e institutos que suspenderam as aulas:

SANTA CATARINA

UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina)

UFFS (Universidade Federal da Fronteira Sul – Campus Chapecó)

IFSC (Instituto Federal de Santa Catarina – Todos os campi)

PARANÁ

UFPR (Universidade Federal do Paraná)

UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná)

UFFS (Universidade Federal da Fronteira Sul – Campi Laranjeiras do Sul e Realeza)

*UEL (Universidade Estadual de Londrinha) – mantém aulas, mas suspendeu eventos que contribuam com a aglomeração de pessoas

RIO GRANDE DO SUL

UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul)

UFCSPA (Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre)

FURG (Universidade Federal do Rio Grande)

UFPel (Universidade Federal de Pelotas)

Unipampa (Universidade Federal do Pampa)

UERGS (Universidade Estadual do Rio Grande do Sul)

ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing)

IFSul (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-riograndense)

IFRS (Instituto Federal do Rio Grande do Sul)

SÃO PAULO

UFSCAR (Universidade Federal de São Carlos)

Unifesp (Universidade Federal de São Paulo)

UFABC (Universidade Federal do ABC)

Unicamp (Universidade Estadual de Campinas)

USP (Universidade de São Paulo)

Unesp (Universidade Estadual Paulista)

Fatec (Faculdades de Tecnologia do Estado de São Paulo)

Insper – Instituto de Ensino e Pesquisa

Instituto Presbiteriano Mackenzie

ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing)

Faculdade Cásper Líbero

Damásio Educacional

FAAP (Fundação Armando Álvares Penteado)

FGV (Fundação Getúlio Vargas)

Centro Universitário Belas Artes

Facamp (Faculdade de Campinas)

RIO DE JANEIRO

UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro)

UNIRio (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro)

UFF (Universidade Federal Fluminense)

UERJ (Universidade Estadual do Rio de Janeiro)

FGV (Fundação Getúlio Vargas)

UniCarioca (Centro Universitário Carioca)

ESPM ((Escola Superior de Propaganda e Marketing)

PUC (Pontifícia Universidade Católica)

IFRJ (Instituto Federal do Rio de Janeiro)

IFF (Instituto Federal Fluminense)

MINAS GERAIS

UFV (Universidade Federal de Viçosa) 

Unifei (Universidade Federal de Itajubá)

Unimontes (Universidade Estadual de Montes Claros)

PUC (Pontifícia Universidade Católica)

Ibmec (Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais)

Cefet-MG (Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais)

BRASÍLIA

UnB (Universidade de Brasília)

IFB (Instituto Federal de Brasília)

GOIÁS

*UFG (Universidade Federal de Goiás) – mantém aulas, mas suspendeu todas as cerimônias de colação de grau

BAHIA

*UFBA (Universidade Federal da Bahia) – mantém aulas, mas suspendeu congressos, simpósios, cerimônias de formaturas e demais eventos que contribuam com a conglomenração de pessoas

UESC (Universidade Estadual de Santa Cruz)

CEARÁ

UFC (Universidade Federal do Ceará) – mantém aulas, mas suspendeu eventos com mais de 100 pessoas

PERNAMBUCO

UFPE (Universidade Federal de Pernambuco)

UFRPE (Universidade Federal Rural de Pernambuco)

Univasf (Universidade Federal do Vale do São Francisco)

Ufape (Universidade Federal do Agreste de Pernambuco)

UPE (Universidade de Pernambuco)

Unicap (Universidade Católica de Pernambuco)

Fafire (Faculdade Frassinetti do Recife)

IFPE (Instituto Federal de Pernambuco)

IF-Sertão (Instituto Federal do Sertão Pernambucano)

TOCANTINS

UFTO (Universidade Federal do Tocantins)

Unitins (Universidade Estadual do Tocantins)

Ulbra (Universidade Luterana do Brasil)

Faculdade Católica do Tocantins

IFTO (Instituto Federal do Tocantins)

AMAZONAS

UFAM (Universidade Federal do Amazonas)

O levantamento acima foi feito com base em informações do Fórum Nacional de Pró-Reitores, páginas oficiais das universidades e matéria do G1. Nesta segunda-feira, dia 16, o G1 concentrou ainda os principais dados sobre educação, saúde, transporte e demais serviços em cada estado. Confira aqui as medidas que já estão em vigor.

Ilana Cardial

Atualizado às 13h04 de 16/03/2020.

Compartilhar