Andifes publica comunicado sobre Covid-19

Associação se reunirá com o MEC para tratar da pandemia

A Andifes passou a integrar o Comitê Operativo de Emergência do Ministério da Educação, criado em função do coronavírus. Em nota divulgada ontem, a associação disse ter apresentado um relato ao MEC sobre o engajamento das universidades federais na crise. Uma nova reunião está marcada para esta quinta-feira (19).

Leia a nota na íntegra:

Informações das universidades federais e de órgãos dos governos demonstram uma intensa dinâmica nos fatos e nas condições epidemiológicas com consequentes atualizações de ações. Novas situações têm gerado a necessidade de medidas administrativas com igual velocidade. Todas as universidades federais, institutos federais e CEFET´s estão vigilantes e atuantes contra o COVID-19.

No dia 16 de março ocorreu a primeira reunião do Comitê Operativo de Emergência (COE) do Ministério da Educação (MEC), constituído pela Portaria nº 331, de 12 de março de 2020. Apresentamos um relato sobre o engajamento das universidades federais, bem como da importância da observação por parte dos órgãos de governo, em relação a necessidade de bases legais para as circunstâncias especiais. O COE/MEC tem um caráter consultivo e se reunirá novamente hoje (19).

Solicitamos que os Colégios e Fóruns assessores da Andifes compilem as sugestões e demandas das respectivas áreas em função das necessidades objetivas para fazer frente às medidas de enfretamento ao COVID-19. Esses documentos serão encaminhados ao COE/MEC.

Renovamos as Diretrizes maiores da Andifes em seguir as orientações das autoridades sanitárias, diálogo permanente com as autoridades administrativas, transparência e rigor na validade das informações e respeito às especificidades de cada universidade e região, e sobretudo, à autonomia das universidades.

Ressaltamos a importância de se buscar a maior interação e coordenação possível entre as IFES e com os governos municipais e estaduais e incentivar a adoção de estratégias de saúde pública. Destacamos também a valorização dos profissionais e acadêmicos de saúde e suas necessárias condições de trabalho.

A Andifes afirma a relevância da ciência mundial, e em particular a brasileira, na busca de soluções eficazes e seguras para toda a população neste momento de pandemia.

Compartilhar