Moradores de Florianópolis vão receber SMS avisando casos de Covid-19 nas proximidades

Prefeitura anunciou novas medidas de combate o avanço do coronavírus na Capital

A prefeitura de Florianópolis anunciou novas medidas de combate ao coronavírus na Capital. Em coletiva de imprensa nesta segunda-feira (30) de manhã, o prefeito Gean Loureiro e o secretário de Saúde, Carlos Alberto Justo da Silva, professor da UFSC, reforçaram que a cidade segue em quarentena – agora conforme o decreto do Governo do Estado – e que o número de testes de Covid-19 em Florianópolis deve aumentar exponencialmente nas próximas semanas.

A principal medida anunciada pela prefeitura é a parceria com um consórcio de empresas de tecnologia, através da Associação Catarinense de Tecnologia (Acate) e da Associação Catarinense de Medicina (ACM). Com uso da tecnologia, o município vai implantar um sistema para comunicar, investigar e monitorar os casos confirmados de coronavírus em Florianópolis.

A primeira funcionalidade que será implementada é um aviso via mensagem SMS para quem mora perto de pacientes testados positivo para Covid-19. Com uso de tecnologias de georreferenciamento, será possível enviar mensagens para quem está em um raio de 200 metros da pessoa com a doença. O texto do SMS avisará que há um caso confirmado nas proximidades e, por isso, o morador deve reforçar os cuidados de higiene e, se possível, ficar em casa. O paciente contaminado terá a identidade e o endereço preservados.

“Vamos identificar se essa pessoa confirmada está no hospital, em casa, no trabalho, e fazer o monitoramento. As pessoas nesse raio de 200 metros vão receber SMS ou e-mail. Isso quer dizer que há um caso perto de você, é pra pessoa que receber ter mais cuidado. Vai ser possível também identificar quantos idosos com mais de 80 anos estão nesse raio, por exemplo. É uma medida de transparência dos novos casos”, explicou o prefeito Gean Loureiro.

O sistema de mensagens deve começar a funcionar ainda esta semana, e na sequência receberá novas funcionalidades para a Secretaria de Saúde poder monitorar os casos confirmados, fazendo uma vigilância do isolamento das pessoas. O sistema funciona com dados públicos e, quem testar positivo para Covid-19, assinará um termo autorizando o uso dos seus dados de localização.

Mais testes e respiradores

A prefeitura afirmou que está tratando a compra de pelo menos 150 mil testes de Covid-19 para testar o maior número possível de moradores. O plano, segundo o secretário de Saúde Carlos Alberto Justo da Silva, é testar todos os casos suspeitos e quem teve contato próximo com os pacientes confirmados em Florianópolis. Atualmente, segundo os dados da Secretária de Estado da Saúde, a Capital soma 40 pessoas com Covid-19.

Além dos testes, há também um investimento na preparação da rede de saúde com mais respiradores para os hospitais. O equipamento é utilizado nos pacientes graves contaminados pelo coronavírus. Pelo menos 100 novos aparelhos já foram comprados da China e a Associação Catarinense de Medicina está, junto da Fiesc e do Senai, avaliando todos os respiradores disponíveis em Santa Catarina e fazendo a manutenção dos que necessitam.

Há também um esforço em ampliar a capacidade produtiva da indústria brasileira, para aumentar o número de respiradores produzidos no país e em SC, sem a necessidade de importação.

Fonte: NSC

Compartilhar