Proteção social e caminhos para superar a desigualdade: assista ao vídeo da live

Transmissão foi promovida pela Apufsc, Instituto Padre Vilson Groh, Articulação Brasileira pela Economia de Francisco e o Grupo de Reflexão Oscar Romero

Nesta quinta-feira, a Apufsc promoveu uma transmissão ao vivo com o objetivo de refletir sobre as origens da desigualdade e vislumbrar caminhos concretos para superá-la por meio da proteção social. A ação foi uma parceria do sindicato com o Instituto Padre Vilson Groh, a Articulação Brasileira pela Economia de Francisco e o Grupo de Reflexão Oscar Romero.

Acompanhe a live "Proteção social e caminhos para superar a desigualdade":

Posted by Apufsc-Sindical on Thursday, June 25, 2020

A conversa foi conduzida pelo advogado Klaus Raupp e contou com com a participação do Padre Vilson Groh, o vereador de Florianópolis, Marquito, a coordenadora nacional da Auditoria Cidadã da Dívida, Maria Lúcia Fattorelli, entre outros convidados que introduziram perguntas e reflexões.

O presidente da Apufsc-Sindical, Bebeto Marques, também participou do debate. “A reivindicação da proteção social tem origem nas diferentes formas de desigualdade. E a maior delas é o próprio sistema econômico. É inerente a ele próprio. Sem a desigualdade o sistema econômico não se retroalimenta, não se reproduz, não se reforça. É uma coisa difícil de equacionar. Requer muita discussão, muita luta”, afirmou.

Durante a conversa, Bebeto reforçou também a importância “de que se possa, através do Estado, oferecer um sistema de proteção e justiça social que amenize o sofrimento, produza humanidades e resolva problemas de diferentes dimensões”.

Sobre os convidados

Maria Lúcia Fattorelli, da Auditoria Cidadã da Dívida – Coordena a associação sem fins lucrativos que busca realizar, de forma cidadã, auditoria da dívida pública brasileira, interna e externa, federal, estaduais e municipais.

Pe. Vilson Groh, do Instituto Pe. Vilson Groh – Natural da cidade de Brusque, há 38 anos atua em ações sociais  nas periferias de Florianópolis, por meio do  Instituto que leva seu nome. Atua em rede com outras seis instituições espalhadas na Grande Florianópolis e na Guiné-Bissau, na África. Entre as entidades que fazem parte da rede IVG estão  a Associação João Paulo II e a Associação de Amigos da Casa da Criança e do Adolescente do Morro do Mocotó (ACAM). A Apufsc, por meio da Apufsc Solidária, apoia iniciativas do IVG.

Marquito, vereador em Florianópolis – Marcos José de Abreu, o Marquito, é natural de Florianópolis, Engenheiro Agrônomo e pós-graduado em Agroecossistemas com título de Mestrado pela Universidade Federal de Santa Catarina. Referência na cidade e no Brasil em Compostagem, Agricultura Urbana, Permacultura, Agroecologia e Alimentação. Uma trajetória  que busca coerência entre a prática cotidiana e uma proposta de sociedade mais igualitária, fraterna e equilibrada ecologicamente. 

Imprensa Apufsc

Compartilhar