“Tese foi avaliada negativamente”, diz reitor da Universidade de Rosário sobre Decotelli

Franco Bartolacci comentou sobre a não conclusão do doutorado na Argentina pelo ministro da Educação

Reitor da Universidade de Rosário, na Argentina, Franco Bartolacci afirmou ao Estadão que o novo ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli, recebeu avaliação negativa dos três jurados em sua tese e que, por isso, não concluiu o doutorado.

Bartolacci disse ainda que caso Decotelli queira retomar o doutorado terá de solicitar uma nova admissão, já que, segundo o reitor Universidade de Rosário, o prazo já venceu.

No sábado, o ministro da Educação emitiu uma nota oficial para se explicar, informando que iria mudar o currículo para “dirimir quaisquer dúvidas” sobre sua formação e produção acadêmica.

O sr. afirma que o ministro da Educação não concluiu o doutorado na Universidade de Rosário porque lhe faltou a tese. Ele não fez sua tese de doutorado ou fez e teve desempenho insuficiente?

Ele cursou o doutorado da Faculdade de Ciências Econômicas e Estatísticas da Universidade de Rosário, mas não completou todos os requisitos exigidos para conseguir aprovação. Falta a tese. Ele apresentou a tese, mas ela foi avaliada negativamente na opinião dos três jurados. Portanto, não foi aprovada.

Ele ainda poderia apresentar uma tese, se quiser?

Sim. Teria de solicitar novamente admissão ao doutorado, porque já venceu o prazo. Teria de validar as disciplinas que fez e apresentar uma nova tese.

O ministro poderia ter concluído um pós-doutorado na Alemanha (Wuppertal) se não é doutor? Isso poderia ter ocorrido na Universidade de Rosário?

Aqui, em geral é preciso ter o doutorado para ingressar no pós-doutorado. Na Alemanha, não sei como funciona. Caberia à instituição alemã dizer em que condições ele fez esse pós-doutorado.

Terra

Compartilhar