Para alunos negros, dificuldade financeira é o que mais afeta desempenho acadêmico

Para estudantes brancos, falta de disciplina e problemas emocionais são principais empecilhos

Para 26% dos estudantes negros de cursos de graduação das universidades federais brasileiras, problemas financeiros são o que mais afetam a vida e desempenho acadêmico. Já para os alunos brancos, a maior dificuldade é a ‘falta de disciplina para estudar’.

Os dados são da pesquisa “Raça, gênero e saúde mental nas universidades federais”, feita com 424 mil estudantes das 63 universidades da rede federal do país. O levantamento foi feito pelo Gemaa (Grupo de Estudos Multidisciplinares de Ação Afirmativa), da UERJ (Universidade Estadual do Rio de Janeiro).

Quando questionados sobre qual fator mais afetava o desempenho acadêmico, 26% dos homens e mulheres negros e pardos responderam que eram as dificuldades financeiras. Para as estudantes, o segundo fator que mais influenciava, apontado por 24%, era a falta de disciplina. Em seguida, 17% apontou o tempo de deslocamento para a universidade.

Leia na íntegra: Folha de S. Paulo

Compartilhar