Artigos

Enigmas da vida na Terra

A ciência moderna, que surgiu há poucos séculos, tem grandes dificuldades para obter informações sobre o que ocorreu nos primórdios da vida na Terra, há cerca de 4,4 bilhões de anos atrás. Por um longo período do tempo histórico, tudo permanece extremamente nebuloso. Grandes enigmas estão colocados neste cenário.

Na realidade múltiplos enigmas aparecem desde o surgimento do Universo. De onde veio toda a energia que existe no cosmos? Como surgiu a matéria? Sabe-se pela equação de Einstein que é muito difícil gerar um simples átomo de hidrogênio a partir da energia.

O aparecimento das leis da física e suas associações com a matemática também se apresentam como grandes enigmas. Ouvi de um renomado professor de matemática que existem infinitas lógicas e, portanto, podem existir outras tantas matemáticas. A minha conclusão é que a matemática que adotamos foi realmente criada na natureza.

Na realidade, toda a ciência natural foi gerada na natureza cósmica e terrestre. Os humanos apenas vêm descobrindo suas leis e propriedades. Quando é concedido um Prêmio Nobel, nesses campos, os agraciados em geral apenas desvendaram mais alguns segredos de processos e materiais que já existiam.

Na área biológica, o surgimento da vida permanece envolto em completo mistério. Como o primeiro ser vivo que sobreviveu conseguiu alimentar-se? Como conseguiu autorreplicar-se? O ambiente terrestre era extremamente agressivo.  A vida primitiva deve ter se desenvolvido na água. Como surgiu e de onde veio essa água?

Como surgiram as células e os genes? A química necessária também precisou ser prévia e especialmente criada. Elementos químicos como H, O, N, C e P precisaram estar disponíveis na Terra. Como surgiram a clorofila, as mitocôndrias, as proteínas e enzimas utilizadas pelos seres vivos? Como apareceu a reprodução sexual, que envolve seres vivos diferenciados?

Constata-se que a vida evoluiu na Terra ao longo do tempo. Estima-se que existam hoje na Terra mais de dez milhões de espécies de seres vivos. Calcula-se também que 99% das espécies que já existiram estão extintas. Esta extraordinária diversificação é outro enigma bastante relevante, tendo em vista as enormes diferenças de formas, funcionalidades e comportamentos observados nas diversas espécies de seres vivos.  

A teoria da evolução adotada pela ciência atual baseia-se na árvore da vida proposta por Darwin. Nesta teoria, deve ter existido um único ser vivo denominado último ancestral comum universal (LUCA na sigla em inglês). Acredito que a existência de LUCA pode ser contestada. A Terra apresentou no passado ótimas condições para o surgimento diversificado da vida em múltiplos locais, podendo haver várias árvores da vida.

Os conhecimentos hoje disponíveis sobre a morfologia e a fisiologia dos sistemas que compõem o corpo humano, incluindo aspectos sensoriais e mentais, levantam inúmeros outros questionamentos sobre hipóteses aceitas pelas atuais correntes científicas.

Este contexto enigmático, que pode ser imensamente detalhado, impõe que seja indispensável a inserção lógica da existência de um Ente idealizador e criador do Universo e da vida diversificada da Terra, capaz de atuar sistemicamente como arquiteto e engenheiro.

Uma das alternativas para esta inclusão, denominada Deísmo, foi adotada no passado por respeitados pensadores que, percebendo a harmonia sistêmica observada no Universo e na Terra, consideravam ser necessária a existência de um Ente transcendente como criador do cosmos e da vida.  Estes pensadores não admitiam a vinculação deste Criador com religiões associadas a revelações envolvendo humanos.

Outra proposta alternativa, denominada Criacionismo, advoga a existência de um Deus criador que revelou a determinados humanos seus preceitos. Livros sagrados contendo tais revelações servem de base para religiões. Muitos adeptos dessa corrente não admitem a teoria da evolução, acreditando que os seres vivos já foram criados em sua forma atual. 

Uma terceira alternativa, que se denomina Design Inteligente, acredita que foi necessária a existência de uma mente suficientemente inteligente para criar todos os sistemas físicos, químicos e biológicos que se entrelaçam e viabilizam a vida na Terra. A maioria de seus seguidores também não aceita a teoria da evolução.

Uma quarta alternativa, que estou denominando de Criadorismo, incorpora o raciocínio lógico dos deístas e certas premissas dos criacionistas e dos adeptos do Design Inteligente. Não vejo razões lógicas para rejeitar a ideia de que o Criador do Universo tenha adotado o processo de evolução para criar ao longo do tempo todas as espécies de seres vivos que habitam ou já habitaram a Terra.

Um Criador detentor de tais poderes, não necessariamente vinculado a religiões, certamente teria condições de comunicar-se com humanos através de revelações. Os humanos que participaram da elaboração de livros sagrados, sem os conhecimentos que detemos hoje, podem ter interpretado incorretamente tais revelações. 

O estágio atual das ciências naturais permite, a meu ver, identificar, utilizando um raciocínio lógico apropriado, comprovações efetivas da indispensável existência do Verdadeiro Autor do Universo e da Vida em cada gene, em cada célula, em cada tecido, em cada órgão, em cada sistema, em cada uma das espécies de seres vivos que habitam a Terra. 


Raul Valentim da Silva
Professor aposentado e autor do blog newcreatorism     
 
 

Manchete

Constata-se que a vida evoluiu na Terra ao longo do tempo. Estima-se que existam hoje na Terra mais de dez milhões de espécies de seres vivos. Calcula-se também que 99% das espécies que já existiram estão extintas. Esta extraordinária diversificação é outro enigma bastante relevante, tendo em vista as enormes diferenças de formas, funcionalidades e comportamentos observados nas diversas espécies de seres vivos.


Postado

5.março | 2018 | Raul Valentim da Silva


Tags

artigo; opinião


Imprimir


Compartilhar


O conteúdo dos artigos assinados é de responsabilidade dos autores.

Filiar-se

Newsletter

(48) 99944.0103 (WhatsApp)
(48) 3234.2844 e 3234.5216 (Max & Flora)
(48) 3721.9425 e 3234.3187 (Campus Trindade)
(47) 3027.7992 (Joinville)
(49) 3241.4181 (Curitibanos)
(48) 3524.0228 (Araranguá)

© APUFSC Sindical

Designed & Created by: Hupx Tecnologia Powered by: Dynamicweb