Entidades lançam manifesto para valorizar a educação e proteger as pessoas durante a pandemia

Documento assinado por 59 entidades concentra aspectos que são chave para o desenvolvimento de políticas articuladas durante a crise causada pelo coronavírus

Instituições brasileiras das áreas de saúde e educação lançaram nesta semana o Manifesto “Ocupar Escolas, proteger pessoas, valorizar a educação”. O documento traz um panorama sobre os impactos causados pela pandemia do coronavírus na educação e destaca a importância da valorização das atividades educacionais, da educação cidadã e do diálogo com a comunidade escolar. O manifesto também concentra pontos-chaves recomendados para o desenvolvimento de políticas articuladas, especialmente relacionadas à educação.

O manifesto foi assinado por 59 instituições, incluindo Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes); Associação Nacional pela Formação dos Profissionais da Educação (ANFOPE); Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPED); Avante Educação e Mobilização Social, Fórum Nacional dos Coordenadores Institucionais do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (FORPIBID); Movimento de Inovação na Educação e Federação de Sindicatos de Professores e Professoras de Instituições Federais de Ensino Superior e de Ensino Básico Técnico e Tecnológico (Proifes).

Confira na íntegra o Manifesto “Ocupar Escolas, proteger pessoas, valorizar a educação”. Clique aqui






Compartilhar