Chanceler da Venezuela diz que vai oferecer oxigênio a Manaus

Em todo o Amazonas, 91,2% das UTIs exclusivas para pessoa com o novo coronavírus estão ocupadas

O ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, declarou que o governo de Nicolás Maduro vai fornecer à capital do Amazonas, Manaus, oxigênio para ajudar a suprir a demanda que falta.

Em todo o Amazonas, segundo o governo estadual, 91,2% das UTIs exclusivas para pessoa com o novo coronavírus estão ocupadas. Nos hospitais, falta oxigênio para auxiliar na respiração dos pacientes.

Nesta quinta o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), decretou toque de recolher em todo o estado, uma operação para conseguir abastecer as unidades hospitalares com oxigênio, e a transferência de pacientes para hospitais federais de outros estados.

Segundo o governador, só na última terça-feira, 12, a demanda por oxigênio na rede pública aumentou mais de onde vezes na comparação com a média diária, passando de 5 mil para 58 mil metros cúbicos.

Leia na íntegra: Congresso em Foco

Compartilhar