Reforma administrativa tende a falhar no curto prazo, avalia especialista

Portal IG destaca que, para a professora de administração pública Alketa Peci, interesses muito abrangentes da proposta se contradizem

A entrevistada do Brasil Econômico ao Vivo desta quinta-feira (10), Alketa Peci, afirmou que a proposta de reforma administrativa que circula no Congresso Nacional é pouco específica e, nas palavras dela, “uma colcha de retalhos”. Na live, a professora de administração pública da Fundação Getúlio Vargas explicou os principais erros e acertos do documento enviado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Alketa também aponta as incertezas quanto ao retorno fiscal e econômico da reforma.

“O governo apresentou números jogados no ar e nenhum documento que justificasse os ganhos decorrentes da reforma por que não se tem um diagnóstico das carreiras mais valorizadas que sofreram o impacto da reforma”.

Leia na íntegra: Portal IG

Compartilhar