Governo contraria consulta e nomeia Angelita Lima como reitora da UFG

Lima foi a terceira indicada da lista tríplice, destaca o Diário de Goiás

O Ministério da Educação nomeou a professora Angelita Pereira de Lima como nova reitora da Universidade Federal de Goiás (UFG). A escolha do nome contraria o resultado da consulta na UFG, cuja vencedora foi a professora Sandramara Matias Chaves.

A portaria com a nomeação foi publicada ainda na segunda-feira (10). Lima foi a terceira indicada da lista tríplice. O Sindicato dos Docentes das Universidades Federais de Goiás (Adufg-Sindicato) diz que vai avaliar com calma antes de tomar alguma medida.

“O sindicato, claro, defenderá a nomeação da primeira da lista. Mas estamos reunindo as entidades, como DCE. Precisamos agir juntos. Vamos consultar o jurídico também”, afirmou o professor Flávio Alves, presidente da Adufg.

Segundo Alves, o governo federal faz um jogo para tentar nomear interventor na instituição. “O governo quer que a Angelita recue para colocar um interventor. Em São Carlos, o nomeado aceitou após um acordo com o primeiro colocado. Era melhor aceitar que acontecer a indicação de um interventor. É um jogo. O governo está jogando, principalmente depois que soube da montagem da lista tríplice”, disse.

Angelita de Lima é diretora da Faculdade de Informação e Comunicação (FIC) e professora de Jornalismo. Ela é tida pelos colegas como defensora da democracia e aberta ao diálogo. Ela mantêm foco em pesquisas de gênero e direitos humanos, além de atividades de extensão voltadas para ações afirmativas, questões de gênero e direitos humanos, comunicação popular e comunitária.

A nova reitora da UFG também foi candidata a deputada estadual em 2014, pelo PT.

Fonte: Diário de Goiás

Compartilhar