Servidores federais podem parar dia 18; Reunião com Guedes frustra auditores da Receita

Fórum que reúne 19 categorias de servidores públicos federais se reúne nesta sexta e defende paralisação a partir de terça, destaca a Rede Brasil Atual

O presidente do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Sindifisco Nacional), Isac Falcão, reuniu-se na tarde/noite desta quinta-feira (13) com o ministro da Economia, Paulo Guedes, em busca da resolução do impasse entre os servidores e o governo. Segundo o dirigente, o encontro foi “frustrante”. Em decorrência da “insensibilidade do governo às reivindicações da categoria, o movimento tende a se intensificar”, afirmou a entidade em nota divulgada à noite. O Sindifisco foi uma das primeira categorias a se movimentar contra a falta de previsão de reajustes em 2022. Desde dezembro, várias categorias de servidores se movimentam em discutem greve a partir da próxima terça.

“A reunião não correspondeu às expectativas dos auditores fiscais, dada a gravidade do problema orçamentário da Receia Federal e dada a necessidade de resolução do problema do bônus de eficiência, que já se arrasta há cinco anos sem regulamentação”, disse Falcão. “A gente esperava que fosse apresentada hoje a solução, o decreto em vias de ser editado”, acrescentou.

Os servidores da Receita vêm reivindicando a regulamentação do chamado bônus de eficiência, criado via medida provisória em 2016 e convertido em lei em 2017, mas nunca regulamentado.

Segundo o presidente do Sindifisco Nacional, Guedes se manifestou no sentido de “compreender o pleito e até de achar justo”. Entretanto, o ministro disse que não  pode dar um prazo para sua implementação e entende que esse não é o momento da solução das questões.

Leia na íntegra: Rede Brasil Atual

Compartilhar