Necat da UFSC aponta que casos de covid-19 crescem em todas as regiões de SC

Os pesquisadores constataram que os casos ativos sofreram um aumento de 26% no agregado estadual

O Informe Semanal do Núcleo de Estudos de Economia Catarinense (Necat) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), publicado na última sexta-feira, dia 29, alerta para o recorde de casos de Covid-19 registrados no estado em janeiro deste ano. O documento está disponível na íntegra aqui.

O documento mostra ainda que a expansão da pandemia da Covid-19 em Santa Catarina na quarta semana de abril de 2022 pode ser analisada por meio da evolução de novos casos oficialmente registrados. “Ao longo dos primeiros 118 dias do corrente ano, 476.614 pessoas foram contaminadas pela doença no estado, sendo que 5.820 desses registros foram realizados na última semana. Esse aumento do contágio fez a média diária de novos casos subir para 831/dia na última semana, indicador que revelou uma inversão de tendência que vinha sendo registrada há semanas”, informa.

Os pesquisadores também constataram que os casos ativos sofreram um aumento de 26% no agregado estadual, indicando que mais 1.028 pessoas estavam contaminadas ao final do período considerado. Com isso, o patamar de 4.879 registros oficiais indicou uma ligeira inversão da tendência de retração das pessoas positivadas pela doença registrada nas semanas anteriores.

Outro dado relevante do Informe é o aumento da ocupação geral de leitos de UTI por pessoas com a Covid-19: “A ocupação geral dos leitos de UTI-SUS aumentou em diversas regiões, porém sem causar maiores preocupações, exceto nos casos das regiões de Foz do Itajaí e Meio Oeste/Serra e Grande Oeste, todas com 100% da capacidade instalada ocupada”, ressalta.

O Informe Semanal é assinado pelo professor Lauro Mattei, coordenador geral do Necat.

Acesse outras edições na aba Informes Semanais na página do Necat.

Fonte: Notícias UFSC

Compartilhar