Bolsonaro quer reajuste superior a 5% para policiais às vésperas de prazo final

Presidente deseja beneficiar sobretudo PRF; tratamento diferenciado exigirá corte maior no Orçamento, afirma a Folha

O presidente Jair Bolsonaro (PL) quer conceder um reajuste maior para as carreiras de segurança, atendendo a uma promessa feita ao grupo que compõe sua base eleitoral. Os demais servidores teriam um aumento de 5%, como já decidido em abril.

Segundo membros do governo ouvidos pela Folha, o tema foi discutido entre o presidente e o secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, Caio Paes de Andrade, em reunião nesta segunda-feira (16). O órgão cuida dos assuntos relacionados à política de pessoal da União.

A decisão final é aguardada para esta semana, uma vez que o governo precisa encaminhar até sexta-feira (20) a revisão bimestral do Orçamento. Para conceder os reajustes, é preciso cortar recursos de outras áreas do governo.

Para atender ao desejo de Bolsonaro, o corte no Orçamento precisará ser ainda mais agressivo do que já vinha se desenhando. Técnicos citam a possibilidade de o bloqueio superar os R$ 10 bilhões, diante da necessidade de recursos para os reajustes e também para atender a outras demandas, como subsídios do Plano Safra (R$ 2,3 bilhões a R$ 2,5 bilhões) e gastos obrigatórios.

Leia na íntegra: Folha de S. Paulo

Compartilhar