Diploma digital testado na UFSC será lançado pelo MEC

Certificação online deve ser adotada pelas instituições a partir de 2021

Lançado na terça-feira (10) pelo MEC, o diploma digital que será adotado como padrão para as instituições de ensino teve todo o processo de emissão e registro feito em caráter de teste na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). O projeto-piloto concluiu que o certificado físico custa R$ 390,26 e a versão digital, R$ 85,15. Segundo o MEC, objetivo do diploma digital, que será efetivamente implementado em 2021, é agilizar a emissão do diplomas.

Segundo o MEC, o principal objetivo é eliminar etapas que demandam tempo e dinheiro, como a coleta de dados e de assinatura, a impressão e o deslocamento do aluno até a instituição para ter o documento. Atualmente, o diploma físico leva cerca de 90 dias para chegar às mãos dos concluintes, com a nova plataforma, levará menos de 15 dias. No novo sistema, as assinaturas serão digitais e em lote.

O novo formato permitirá o acesso ilimitado ao diploma seja pelo celular ou pelo computador. O documento estará disponível no site da respectiva instituição, em campo de fácil acesso. Os servidores utilizados das universidades e faculdades terão condições necessárias para atendimento de todos os requisitos de segurança e disponibilidade da informação.

Para padronizar os procedimentos tecnológicos para registro e emissão de diploma digital pelas instituições de ensino superior, o MEC regulamenta e uniformiza o processo em todo o país por meio de uma nota técnica. As instituições terão dois anos para se adequar a partir da sua publicação.

As informações são do Ministério da Educação

Compartilhar