Brasil poderá ter 88 mil mortes por covid-19 até agosto, diz Opas

Projeção indica aumento exponencial dos óbitos e confirma América do sul como novo epicentro da pandemia; entidade não recomenda uso da cloroquina no combate ao coronavírus

A Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) divulgou nesta terça-feira (26/05) uma projeção do número de mortes pelo novo coronavírus no Brasil, segundo a qual o país poderá ter 88,3 mil óbitos até o dia 4 de agosto.

“Estamos preocupados com o fato de que o número de casos no Brasil na semana passada ter sido o mais alto num período de sete dias. Tanto o Peru quanto o Chile também relataram uma alta incidência, sinal de que a transmissão está se acelerando nesses países”, afirmou a diretora-geral da Opas, Carissa Etienne.

“Modelos têm limitações”, observou Etienne. “Eles são, primariamente, ferramentas para prever cenários em situações complexas. Eles nunca devem ser levados em conta literalmente. Situações podem ser alteradas com base na resposta em particular em qualquer país.”

No caso do Peru, o segundo país mais atingido pelo coronavírus na América do Sul, o modelo previa que o país teria 13 mil mortes até o início de agosto. A epidemia em Cuba apresenta tendência de queda, enquanto não há registros de novos casos em ilhas menores do Caribe, segundo a Opas.

Fonte: Jornal da Ciência

Leia a matéria na íntegra: Deutsche Welle Brasil

Compartilhar