Weintraub selou seu destino no governo, diz colunista do Globo

Avaliação é de que ministro já trabalha para viabilizar um projeto político próprio

A participação de Abraham Weintraub em uma manifestação de apoiadores de Jair Bolsonaro na Esplanada dos Ministérios irritou de modo definitivo e irreversível o Palácio do Planalto.

Sem máscara (obrigatória por lei no Distrito Federal), Weintraub voltou a abrir o verbo, quase nos mesmos termos usados na reunião ministerial de 22 de abril. “Já falei minha opinião, o que faria com esses vagabundos.”

Sua fala foi gravada e passou a circular nas redes sociais. Ministros do STF entenderam a frase como uma nova afronta — e ela soou mais forte ainda porque ocorreu horas depois de a sede do Supremo ter sido atacada por manifestantes que clamavam pelo fim da democracia. 

O Palácio do Planalto chegou à conclusão de que não dá mais para segurar Weintraub no cargo.

Há tempos os militares do entorno de Bolsonaro insistem com o presidente que Weintraub só atrapalha o governo. Mas o seu estilo desaforado nas redes sociais sempre lhe garantiu uma sobrevida, apesar do seu pífio desempenho como ministro.

Segundo Bela Megale, outra colunista do Globo, auxiliares do presidente avaliam que hoje Weintraub atua sem subordinação a Bolsonaro e que, nos bastidores, trabalha para viabilizar um projeto político próprio.

Leia mais: O Globo

Compartilhar