Florianópolis, São José, Palhoça e Biguaçu adotam medidas conjuntas contra coronavírus

Taxa de ocupação dos leitos de UTI na capital chegou a 97% nesta quinta-feira

As prefeituras de Florianópolis, São José, Palhoça e Biguaçu, na Grande Florianópolis, anunciaram nesta sexta-feira (10) medidas conjuntas de restrição social para tentar conter o avanço do novo coronavírus na região. As novas ações integram um decreto único, que deve ser publicado ainda nesta sexta. As medidas passam a valer a partir de sábado (11), inicialmente por 15 dias.

Entre as medidas estão a proibição de uso de praias, a restrição de acesso a parques, praças e ciclovias aos fins de semana, a permissão de entrada de apenas uma pessoa por família nos supermercados e a limitação da ocupação de igrejas e templos em 30%. Shoppings, galerias e comércio podem funcionar de segunda a sábado. Festas em residências estão proibidas.

Conforme o novo decreto, os estabelecimentos que descumprirem as regras devem ser interditados por, no mínimo, sete dias.

A adoção de ações coordendas entre as quatro prefeituras ocorre diante do avanço da Covid-19, com o aumento de casos e mortes pela doença, e a lotação de hospitais. Confome o mapa de risco do Governo do Estado, a ocupação de UTI na região está em nível gravíssimo. Em Florianópolis, a taxa de ocupação de leitos de UTI chegou a 97% nesta quinta-feira (9), quando havia apenas seis leitos adultos disponíveis.

As quatro prefeituras também anunciaram uma ação conjunta com o Governo de Santa Catarina para ampliar o número de leitos de UTI.

Leia mais: NSC


Compartilhar