Enem 2020: Aplicadores recebem plano de sala com 30 alunos e ocupação acima da prevista pelo Inep

Ao Estadão, gestores também relatam solicitação de salas para nº de estudantes superior ao ideal para garantir distanciamento; Justiça negou adiar prova prevista para o domingo

Aplicadores do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) relatam planos de ocupação superior a 30 estudantes nas salas onde a prova será realizada neste domingo, 17. Um dos comunicados aos quais o Estadão teve acesso, por exemplo, inclui a previsão de alocar em uma escola 32 candidatos em espaços com capacidade para 40 alunos – redução abaixo do patamar de 50% prometido pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), órgão do Ministério da Educação (MEC). Os colaboradores relatam insegurança com os protocolos para evitar a transmissão do coronavírus. Com 5,7 milhões de candidatos, o Enem teve a segurança sanitária questionada na Justiça. 

A reportagem ouviu aplicadores dos Estados de Amazonas, Rio, Pará, Minas, Rio Grande do Sul e Piauí em sigilo, além de secretários da Educação de três Estados. Uma cláusula na contratação para aplicar a prova proíbe o detalhamento dos procedimentos a terceiros. A reportagem também teve acesso a trocas de mensagens entre aplicadores e coordenadores locais e ao manual dos chefes de sala e fiscais de prova.

Nos últimos dias, o Inep tem destacado que vai garantir o distanciamento entre candidatos nas salas, mas não respondeu às perguntas do Estadão sobre a ocupação de salas. Nesta quinta, o presidente do Inep, Alexandre Lopes, disse em entrevista ao Uol que as salas de aplicação terão “20, 30 pessoas”. “Quem fez (vestibular da) Unicamp e USP sentou em sala com 20,30 pessoas. Assim como vai fazer o Enem em sala de 20, 30 pessoas.” A Fuvest determinou ocupação de 40% das salas e a Unicamp dividiu os inscritos em dois dias. 

Leia na íntegra: Estadão

Compartilhar