‘Vida, Pão, Vacina e Educação’: movimento estudantil faz ato na UFMG

Sem aglomeração e com manifestações simbólicas, estudantes protestam pela situação dos brasileiros durante a pandemia, conforme indica o Estado de Minas

‘Vida, Pão, Vacina e Educação’. Esses são os pedidos de um movimento estudantil que tomou conta do país nesta terça-feira (30/03). A iniciativa foi da União Nacional dos Estudantes (UNE), que junto com outras duas entidades, a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) e a Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG), organizou um ato de protesto à situação da população brasileira durante a pandemia. 

Em Belo Horizonte, o ato foi realizado na Faculdade de Medicina da UFMG e contou com alguns estudantes dos sindicatos para representarem a classe. O movimento não foi amplamente divulgado, para evitar que muitas pessoas manifestassem presencialmente e formassem aglomerações. Entretanto, isso não impediu que o protesto ganhasse destaque em algumas redes socias. A hashtag ‘Vida, Pão, Vacina e Educação’ estava entre os assuntos mais falados pela manhã.

Com a pandemia, os atos foram limitados para evitar aglomerações e a proposta das entidades estudantis foi manifestar através de cartazes, projeções e outdoors. Ao longo desta terça (30/03) as manifestações acontecerão em diversas regiões do país. 

Leia na íntegra: Estado de Minas Gerais

Compartilhar