Consed: há preocupação diante da demora na vacina de professores

Como ressalta Correio Braziliense, fala do presidente do conselho em audiência ressaltou o cenário de atraso da imunização, veto ao PL de garantia da internet e tentativa de reabrir escolas

O presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), Vitor de Angelo, demonstrou preocupação quanto ao ritmo de vacinação contra a covid-19 para grupos prioritários. Segundo ele, com o andamento atual, as perspectivas de volta às aulas presenciais depois da imunização dos profissionais da educação apontam somente para setembro.

“Nós já presumimos nesse ponto de vista que as escolas ficaram fechadas por um ano e meio, o que é muito tempo sob qualquer ponto de vista, (seja) pedagógico, psicológico, administrativo”, afirmou.

Na audiência pública realizada na sexta-feira (30/4), na Câmara dos Deputados, foram apresentados dados que apontam que a previsão da vacinação dos professores comece em em junho e seja concluída em setembro, caso não haja atraso na entrega das doses dos imunizantes.

Leia na íntegra: Correio Brasiliense

Compartilhar