Blumenau estima até três anos para recuperar prejuízos na educação por conta da pandemia

Em um ano longe dos bancos escolares e atualmente com ensino híbrido, crianças acumulam déficit educacional na cidade; entenda o que será feito nos próximos meses, em matéria da NSC Total

Um levantamento da Secretaria de Educação de Blumenau confirmou o que se imaginava por conta da pandemia: com um ano longe dos bancos escolares e atualmente em ensino híbrido, os alunos da rede municipal acumulam deficiências de aprendizagem. Em um cenário otimista, serão necessários até três anos para recuperar o que ficou para trás em virtude da pandemia da Covid-19.

Mais de 21 mil estudantes, do primeiro ao nono ano, fizeram a avaliação diagnóstica em abril deste ano e o resultado saiu acaba de sair. Em linhas gerais, o maior gargalo é em Português, sobretudo com interpretação. Mas isso reflete em praticamente todas as demais disciplinas, uma vez que as crianças e adolescentes têm dificuldades, por exemplo, em solucionar um problema matemático.

— A partir do momento que tem texto e o aluno precisa pensar a resposta, quando a informação está mais implícita, eles apresentam dificuldade. Acredito que vamos levar de dois a três anos para sanar essa defasagem, isto se nós enquanto Poder Público criarmos política para dar conta — diz enfaticamente a diretora de Educação Básica de Blumenau, Maria Luiza de Oliveira.

Leia na íntegra: NSC Total

Compartilhar