SouGov: Transferência de dados de servidores públicos a empresa estrangeira preocupa especialistas

Regras da plataforma abrem caminho para que dados de cidadãos sejam usados para treinar sistema de inteligência artificial da IBM, afirma a Carta Capital

Recentemente, o governo federal lançou, via Ministério da Economia, um aplicativo chamado SouGov.br. A promessa é facilitar a listagem de servidores públicos ativos, aposentados e pensionistas junto à administração pública federal. O que chama a atenção de especialistas em proteção de dados, contudo vai além da ‘possibilidade de uma vida funcional, na palma da mão!’, como alardeiam as propagandas do aplicativo.

O problema mora no termo de uso e política de privacidade da plataforma, na parte que trata sobre a transferência internacional de dados.

“Ao concordar com Termo de Uso e Política de Privacidade do aplicativo SouGov o usuário estará consentindo com a transferência internacional das informações digitadas no chat do aplicativo SouGov”, destaca um trecho do documento. A transferência será feita à empresa International Business Machines (IBM), com sede nos Estados Unidos.

Leia na íntegra: Carta Capital

Compartilhar