Movimentos acionam PGR por falas transfóbicas do Ministro da Educação

Milton Ribeiro fez discurso na última terça-feira, dia 8, onde proferiu as falas em questão, destaca o Congresso em Foco

Movimentos sociais LGBTI+ protocolaram na quarta-feira (9) pedido de abertura de investigação da Procuradoria Geral da República (PGR) contra o ministro da Educação, Milton Ribeiro, por falas emitidas durante evento realizado na terça (8). Na ocasião, o ministro atribuiu a transexualidade a um “caminho errado nas escolas” e afirmou que não permitirá que “ninguém violente a inocência das crianças das escolas públicas”.

O pedido, assinado pelos coletivos Aliança Nacional LGBTI+, Grupo Dignidade e Associação Brasileira de Famílias Homotransafetivas, argumenta que as declarações são carregadas de discriminação e fazem associação do gênero transsexual a algum tipo de perversão que violaria a inocência das criança.

As entidades apontam ainda que o discurso tem o objetivo de “criar o chamado pânico moral em ano eleitoral para que a sociedade tenha um inimigo que já se encontra em uma posição de extrema vulnerabilidade social”.

Leia na íntegra: Congresso em Foco

Compartilhar