UFSC está entre as 19 melhores universidades brasileiras em ranking de desenvolvimento sustentável

Avaliação é feita pela Times Higher Education, revista inglesa que publica notícias e artigos referentes à educação superior, filiada ao jornal The Times

A Times Higher Education (THE) publicou o resultado do Impact Rankings 2022, que avalia as universidades em relação aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU).

Nesta edição, 1.406 universidades de 106 países/regiões participaram da avaliação. Em nível mundial, a UFSC ocupa a posição 401-600 das 1.406 universidades ranqueadas, com pontuação de 65.0 a 71.9.

Dentre as instituições brasileiras, a UFSC está entre as 19 melhores e se destaca nos seguintes objetivos:

  • ODS 9: Indústria, inovação e infraestrutura. A UFSC alcançou a 23° colocação entre 785 instituições na categoria, com uma pontuação de 98.4.
  • ODS 8: Emprego digno e crescimento econômico. Com 65 pontos, a universidade ficou na faixa de 101-200 entre 849 instituições.
  • ODS 5: Igualdade de gênero. A UFSC foi ranqueada na colocação de 101-200 entre 938 universidades, com pontuação de 63.3.

O melhor desempenho geral foi da Western Sydney University, da Austrália, seguida pela Arizona State University, dos Estados Unidos, e pela Western University, do Canadá.

Entre as brasileiras, a Universidade de São Paulo (USP) foi a que apresentou o melhor desempenho, em 62° lugar geral. Os indicadores do Impact Rankings 2022 fornecem comparações em quatro grandes áreas: pesquisa, administração, extensão e ensino.

A Times Higher Education é uma revista inglesa que publica notícias e artigos referentes à educação superior, filiada ao jornal The Times, que anualmente elabora um conjunto de rankings considerado um dos mais abrangentes, equilibrados e confiáveis do mundo. Além de todas as ações institucionais que atendem aos ODS, a THE também classifica as instituições pela pesquisa desenvolvida em cada um dos objetivos.

Acesse aqui o resultado do ranking.

Fonte: Notícias UFSC

Compartilhar