Dados de aposentados e servidores públicos são vendidos na deep web, diz empresa

Informações estariam em espaço mais navegável e exposto, diz ISH Tecnologia, segundo a Folha

A empresa de cibersegurança ISH Tecnologia diz ter encontrado dois bancos de dados de brasileiros sendo vendidos na internet.

Um deles, que está sendo ofertado por US$ 600, seria do Sistema Integrado de Administração de Pessoal (Siape), empacotaria dados de um vazamento de 2020 com informações de servidores públicos federais e aposentados.

Com base na publicação do usuário, a empresa afirma ainda que o outro pacote engloba dados do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) — a entidade, porém, nega que tenha ocorrido vazamento de seus dados.

“Não é verdadeira a informação da venda de dados pessoais provenientes do SPC”, afirma o serviço em nota. “Foram realizadas as análises técnicas para apuração do caso, e o relatório conclusivo indica que os dados pessoais divulgados não possuem origem e correlação com a base de dados do SPC Brasil.”

Leia na íntegra: Folha de S. Paulo

Compartilhar