Apufsc entrega dossiê sobre as condições de trabalho docente à Reitoria da UFSC

O documento oferece um diagnóstico dos principais problemas enfrentados pelos professores nos centros de ensino

Nesta segunda-feira, dia 25, a Diretoria da Apufsc-Sindical entregou o dossiê sobre as condições de trabalho docente e funcionamento geral da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) ao reitor Irineu de Souza. O documento, produzido com a colaboração de professores de 20 dos 79 departamentos da UFSC, apresenta os principais desafios e problemas enfrentados pelos docentes da universidade.

“Quero crer que o documento colabora com a administração [da UFSC] para ter essa atenção com os centros de ensino”, apontou o presidente da Apufsc-Sindical, professor Carlos Alberto Marques. Além dele, estavam presentes no encontro com a Reitoria o vice-presidente do sindicato, Camilo Buss Araújo; a diretora financeira, Gabriela Kaiana Ferreira; e o diretor de assuntos de aposentadoria, José Francisco Correa Fletes. “A disposição do sindicato é de não só estar apresentando o dossiê, mas de estar junto para pleitear essas condições de funcionamento”, complementou Bebeto.

::: Acesse o dossiê na íntegra

Levantamento da Apufsc-Sindical revela principais problemas enfrentados por professores (Foto: Erick Souza/Apufsc)

“Muitas dessas informações são questões de gestão, mas, também, de necessidade de verba, como o caso do CFM”, explicou o presidente da Apufsc. O reitor, em posse do documento, demonstrou estar ciente das condições estruturais do centro de ensino e revelou estar trabalhando para resolver a questão. 

“Os recursos para reforma [do CFM] foram empenhados em 2019, mas a empresa contratada anteriormente está saindo e não tem como chamar outro colocado, então o dinheiro está parado”, explicou o professor João Luiz Martins, diretor geral do Gabinete da Reitoria. Esse recurso diz respeito à verba para obras e reformas na universidade. De acordo com o diretor geral, o projeto de revitalização do centro está sendo atualizado para que haja uma nova licitação que permita utilizar essa verba. “É um cenário bem ruim de retomada das obras, principalmente num ano em que os recursos estão bem escassos”, complementou.

O reitor Irineu também informou que a nova gestão reformulou a prefeitura do campus com o intuito de facilitar a operacionalização das demandas de obras e reformas da comunidade. Agora, todos os quatro departamentos voltados para construções e reparos da estrutura do campus estão incorporados na prefeitura. “Então qualquer assunto de obras e manutenção, a comunidade universitária poderá requerer diretamente à prefeitura, para simplificar o atendimento”, explica, utilizando como exemplo a demanda sobre a iluminação na universidade. 

Sobre o dossiê

O dossiê sobre as condições de trabalho docente e funcionamento geral da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) entregue pela Apufsc à Reitoria foi elaborado pela equipe de Imprensa do sindicato como encaminhamento da Assembleia Geral Extraordinária realizada no dia 28 de abril.

Com informações dos docentes sobre as condições de trabalho nos centros de ensino da universidade, o documento oferece um diagnóstico das principais demandas da comunidade para a nova gestão administrativa. Com base nele, é possível observar a dimensão, os tipos e a gravidade dos problemas encontrados pelos professores no exercício da sua atividade.

O levantamento contou com a participação de professores do Centro de Ciências Biológicas (CCB), Centro Tecnológico (CTC), Centro de Física e Ciências Matemáticas (CFM), Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH), Centro de Comunicação e Expressão (CCE) e Centro de Ciências da Educação (CED), além dos campi de Araranguá, Blumenau e Joinville.

Erick Souza
Imprensa Apufsc

Compartilhar