Investimento em educação caiu 56% em quatro anos

Expectativa para 2019 é que essa redução se acentue, totalizando uma queda de 62% desde 2014 até o final deste ano

O investimento com educação no Brasil caiu 56% de 2014 a 2018. O valor disponível para todo o sistema público, de creches à universidades, despencou de R$11,3 bi para R$4,9 bi. A expectativa é que, em 2019, esse valor caia pra R$4,2 bi, totalizando uma queda de 62%.

Nessa semana, o MEC anunciou um corte de 30% no orçamento das universidades federais. A declaração veio após uma polêmica causada pelo ministro, Abraham Weintraub, que disse que o corte seria relacionado com “balbúrdia”, e citou a Universidade de Brasília (UnB), a Universidade Federal da Bahia (UFBA) e a Universidade Federal Fluminense (UFF). Para acabar com a polêmica, o ministério anunciou, horas mais tarde, que o corte valia para todas as universidades federais.

Como justificativa, Weintraub voltou a dizer que ensino superior é muito caro e que a prioridade deveria ser com educação básica. “Para cada aluno de graduação que eu coloco na faculdade, eu poderia trazer dez crianças para uma creche.”

A informação sobre a queda dos investimentos foi  obtida pelo portal Uol Educação com base em um informativo da Câmara dos Deputados, com os valores corrigidos pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Leia mais: Uol Educação


V.L./L.L.

Compartilhar