MPF pede que MEC explique bloqueio de verbas do Museu Nacional

Segundo o UOL, R$ 12 milhões serão bloqueados – 21,63% do orçamento para a reconstrução do museu

Após a divulgação de que o corte de verbas na educação afetará a recuperação do Museu Nacional, o Ministério Público Federal (MPF) pediu ao Ministério da Educação (MEC) uma explicação sobre os impactos. 

O procurador Sergio Gardenghi Suiama enviou um ofício ao Ministério questionando se o orçamento de R$ 55 milhões destinado à reconstrução do museu “sofreu ou sofrerá bloqueio”. No caso de haver o contingenciamento, a Procuradoria deseja saber os critérios adotados para determinar o valor bloqueado. O bloqueio na verba do Museu Nacional faz parte de um contingenciamento aplicado pela equipe econômica nas emendas parlamentares impositivas, que seriam de pagamento obrigatório pelo governo.

Dados divulgados pela Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior no Brasil (Andifes) apontam que um orçamento de R$ 55 milhões, destinado à recuperação do museu, sofreu um corte de 21,63% –correspondente a aproximadamente R$ 12 milhões.

Ontem (30), em sua conta oficial do Twitter, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, disse que o congelamento não foi feito pelo MEC, mas por deputados federais da bancada do Rio. O bloqueio determinado pelos parlamentares, porém, foi feito após determinação do ministério da Economia, que impôs congelamentos no orçamento.

Leia mais: UOL Educação


Compartilhar