Professores têm até 29 de janeiro para aderir ao novo plano de saúde da UFSC sem cumprir carência

Expectativa da universidade é chegar a 10 mil cadastrados na primeira etapa de migração, que foi do dia 14 a 29 de novembro

Terminou nesta sexta-feira (29) o prazo para que servidores da UFSC realizem a migração para o novo plano de saúde da Unimed sem ter a cobertura interrompida. Aqueles que fizerem a migração até sexta, presencialmente ou online, poderão utilizar os serviços já no dia 1° de dezembro. Aqueles que aderirem entre segunda-feira, 2 de dezembro, e quinta-feira, dia 5, vão poder usar o plano a partir de 12 de dezembro. Confira abaixo os prazos para ativação do plano de acordo com a data da adesão divulgados pelo Departamento de Atenção à Saúde (DAS). Importante observar que aqueles que aderirem até o dia 29 de janeiro entram no plano sem carências.

Para as adesões feitas depois do dia 29 de janeiro de 2020, a carência volta à normalidade do plano, conforme tabela a seguir.

Durante os meses de dezembro e janeiro a equipe do DAS continuará atendendo presencialmente no térreo da Biblioteca Universitária, mas o número de atendentes será menor. Por isso o diretor do DAS, Paulo Botelho, recomenda que os servidores realizem o procedimento de forma online, evitando filas e sobrecarga dos funcionários.

Para realizar o procedimento via internet, basta seguir os passos demonstrados neste tutorial e/ou neste vídeo. Os documentos precisam ser digitalizados ou fotografados e enviados para o formulário. No caso de preferir o atendimento presencial, também é necessário levar consigo a documentação, já que se trata de um novo sistema e não é possível resgatar nada do antigo plano. Veja aqui os documentos necessários para realizar a migração, tanto online como presencialmente.

A procura por atendimento presencial foi intensa nesta última semana. Nesta sexta-feira, último dia para adesão sem interromper a cobertura, 135 professores já tinham comparecido no DAS para fazer a migração apenas na primeira hora de atendimento do dia. A expectativa do Departamento é chegar a dez mil cadastrados nesta primeira etapa de migração, que começou no dia 14 de novembro. Na segunda-feira (25), cerca de 75% dos professores já haviam realizado a migração.

Diana Koch

Compartilhar