Pesquisadores da UFSC alertam Governo do Estado sobre medidas para frear a Covid-19 em Santa Catarina

Os professores defendem ações como ampliar a testagem, repensar a regionalização da gestão de saúde e reconstruir o grupo de enfrentamento à pandemia

Pesquisadores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) enviaram uma carta aberta ao Governador do Estado de Santa Catarina, Carlos Moisés, sobre o enfrentamento à Covid-19. No documento, os estudiosos da Saúde Pública avaliam as ações do governo estadual na gestão da crise sanitária e oferecem caminhos para ação.

“Desde o início da atual pandemia nos posicionamos de forma inequívoca em relação ao seu curso, indicamos o caminho da ciência e da integração, da transparência e da consistência política, do isolamento social integrado e claramente colocado. Previmos em diversas entrevistas e documentos que uma catástrofe estaria por vir caso as medidas adequadas não fossem tomadas no momento oportuno,” salientam os signatários.

Os professores defendem ações como ampliar a testagem, repensar a regionalização da gestão de saúde, reconstruir o grupo de enfrentamento à pandemia, entre outras estratégias. Acrescenta, em um anexo, uma contribuição para se pensar um plano de contingências caso haja a necessidade de adoção de lockdown. Os especialistas se colocam à disposição para auxiliar nas análises, discussões, e planejamento das políticas e ações de combate a Covid-19 em Santa Catarina.

O documento é assinado pelos Departamentos de Saúde Pública, e de Nutrição da UFSC; pelos programas de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, Saúde Mental e Atenção Psicossocial, Enfermagem, Gestão do Cuidado em Enfermagem, Nutrição da UFSC; pelos núcleos de Estudos em Gênero, Diversidades Sexuais e Saúde, de Pesquisa e Extensão em Bioética e Saúde Coletiva, de Extensão e Pesquisa em Avaliação em Saúde, de Humanização Arte e Saúde da UFSC; pelos grupos de Pesquisa em Farmacoepidemiologia, de Pesquisa em Políticas Públicas de Saúde e de Estudos em Linguagem, Cognição e Educação da UFSC; e pela Teia de Articulação para o Fortalecimento da Segurança Alimentar e Nutricional da UFSC.

Confira o documento na íntegra.

Fonte: Notícias UFSC

Compartilhar