Jornada discute Plano Diretor

Nesta quinta-feira, dia 17, será realizada a I Jornada A UFSC e o Plano Diretor de Florianópolis. Promovido pelo Núcleo da UFSC para o Plano Diretor Participativo, o evento acontece a partir das 9 horas no auditório Garapuvu, no Centro de Cultura e Eventos da UFSC.

A jornada contará com a participação de professores de nove departamentos de três centros diferentes, o que demonstra a busca da interdisciplinaridade no processo de se pensar a cidade.

Além de ser uma forma de mostrar a produção científica e tecnológica da UFSC sobre o desenvolvimento e o planejamento urbano de Florianópolis, o evento quer servir de sensibilização da comunidade universitária para participar do processo de elaboração do novo Plano Diretor da cidade.

O evento está aberto não apenas à comunidade universitária, mas também a todos os interessados na discussão do desenvolvimento e planejamento urbano da cidade. Não serão cobradas taxas e não é preciso inscrição prévia.

Programação para o dia 17

9 horas – Palestra de abertura: 50 anos de Planos Diretores em Florianópolis, com o professor Ivo Sostizzo (GCN)

10h30 – Mesa I:

– Susceptibilidade a Riscos no Município de Florianópolis – Professora Maria Lúcia de Paula Herrmann (GCN)

– Áreas Legalmente Protegidas na Ilha de Santa Catarina – Professora Dora Maria Orth (ECV)

– Águas Pluviais: Ocupação de Áreas Frágeis e Inundações – Professor Cesar Augusto Pompêo (ENS)

– O Desenvolvimento Urbano e os Problemas Sócio-Ambientais em Florianópolis – Professora Tereza Cristina Barbosa (ECZ)

14 horas – Mesa II:

– Turismo, Trabalho e Meio Ambiente em Florianópolis – Professor Elton Ricardo Ouriques (CNM)

– Segregação Urbana e Disputas Sócio-Espaciais – Professora Maria Inês Sugai (ARQ)

– A Solução da Não-Solução: a Questão Urbana e Habitacional em Florianópolis – Professor Lino Fernando Bragança Peres (ARQ)

– Discutindo a Acessibilidade Espacial como Forma de Inclusão Social – Professora Marta Dischinger (ARQ)

16h30 – Mesa III:

– Plano Diretor e Índices de Densidade Demográfica – Professora Alina Gonçalves Santiago (ARQ)  e arquiteto Jorge Rebollo Squera

– Planta Genérica de Valores e Justiça Social – Professor Carlos Loch (ECV)

– Formas de Organização Popular na relação com as Políticas Públicas – Representante do Núcleo de Estudos de Serviço Social e Organização Popular (Nessop)

– Reforma Urbana: o Processo Deliberativo e a Participação Direta como Controle Social – Professor Fernando Ponte de Sousa (SPO)

Compartilhar