Weintraub ignora lista tríplice e nomeia reitora da UFGD

A professora Mirlene Damázio foi nomeada reitora pro tempore sem ter participado do pleito eleitoral

Apesar de não ter participado do processo eleitoral, a pedagoga Mirlene Ferreira Macedo Damázio foi nomeada reitora pro tempore  da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), informa o site Campo Grande News. A nomeação foi assinada pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub.

No começo de maio, a 1ª Vara Federal em Dourados acatou pedido do Ministério Público Federal e determinou a suspensão da lista tríplice. Entretanto, duas semanas depois a Justiça Federal revogou a liminar.

Embora tenha trabalhado na gestão da atual reitora da UFGD, Liane Calarge, a professora Mirlene Damázio apoiou a chapa de oposição UFGD em Ação, liderada pelo professor Joelson Pereira, que ficou em terceiro lugar na consulta prévia, com 18,66% dos votos.

Joelson Pereira é ligado ao PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro. O grupo ligado a Joelson é conhecido na UFGD por manifestações em defesa do atual presidente e contra o Partido dos Trabalhadores.

Confira: Campo Grande News


 

Compartilhar