UFRB defende respeito à lista tríplice

O Conselho Universitário (Consuni) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) declarou ontem (10) que resistirá diante da ameaça do governo federal de não legitimar a escolha do reitor da entidade através de lista tríplice.

Em nota, a entidade afirma que continuará tomando todas as medidas para garantir a posse do novo reitor com base na lista. A UFRB informou que desde 14 de março passado, quando encaminhou a lista tríplice ao Ministério da Educação (MEC), sofre contestações, mas tem prestado “esclarecimentos, que os têm atacado e arquivado”.

A UFRB afirmou que o processo de formação da lista teve início em sessão do Consuni do dia 7 de dezembro de 2018.

Em 27 de fevereiro de 2019, uma reunião definiu a composição da lista, fato feito em conformidade com marcos legais, internos e externos, que regem a instituição. Em seguida, o processo foi protocolado no MEC, em 14 de março de 2019. 

Leia Mais: Bahia Notícias 

Compartilhar