Bolsonaro nomeia reitor da UFC candidato menos votado

Professor José Cândido Lustosa Bittencourt de Albuquerque recebeu 610 votos na consulta pública, enquanto o primeiro colocado teve 7.772 votos

 

O presidente Jair Bolsonaro nomeou ontem o professor José Cândido Lustosa Bittencourt de Albuquerque como reitor da Universidade Federal do Ceará (UFC). A nomeação foi publicada na segunda-feira (19) no Diário Oficial da União. José Cândido Albuquerque havia ficado em segundo lugar na lista tríplice elaborada pelo Conselho Universitário e foi o candidato menos votado na consulta pública. Ele vai suceder  Henry de Holanda Campos, que estava à frente da universidade desde abril de 2015.  

 

Ao escolhê-lo para o cargo de reitor, Bolsonaro rompe mais um vez a tradição de nomear o candidato mais votado na universidade. A lei prevê que o presidente pode nomear qualquer um dos três nomes apresentados, sem apresentar justificativa para o nome escolhido.

 

O então vice-reitor da UFC, Custódio Luís Silva de Almeida, foi o mais votado tanto na consulta pública a estudantes, docentes e servidores, com 7.772 votos, quanto na formação da lista tríplice pelo Conselho Universitário, com 25 votos. Cândido Albuquerque, por sua vez, recebeu 610 votos na consulta pública, e nove votos do Conselho.

 

José Cândido Albuquerque é diretor da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará. Ele se formou em direito em 1980 pela UFC, onde também concluiu o mestrado em Ordem Jurídica Constitucional e doutorado em Educação Brasileira. Foi ainda presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) na secção Ceará, entre 1995 e 1997. Em 1981, fundou o Cândido Albuquerque Advogados Associados, em Fortaleza.

 

 Confira: G1


 

Compartilhar