UFSC participa de força-tarefa para detecção da Covid-19

Laboratórios da universidade darão apoio na análise de amostras

Três laboratórios da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) passam a integrar a força-tarefa destinada a trabalhar na detecção de casos de infeção pelo novo coronavírus no estado. A partir desta terça-feira, dia 24, tem início o auxílio ao Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), da Secretaria Estadual de Saúde de Santa Catarina.

Inicialmente farão parte da equipe o Laboratório de Biologia Molecular, Microbiologia e Sorologia (LBMMS), do Centro de Ciências da Saúde (CCS), o Laboratório de Protozoologia e o Laboratório de Virologia Aplicada, do Centro de Ciências Biológicas. A força-tarefa da UFSC atuará sob a coordenação do Lacen visando contribuir na ampliação do número de amostras testadas para detectar os casos de Covid-19, aportando equipamentos e pessoal técnico, como informa a Agecom. 

Os kits para identificação da Covid-19 continuam sendo geridos e coletados pelo Lacen. A UFSC irá contribuir com a análise das amostras. Até o momento, não foram divulgados dados que permitam dimensionar a colaboração da universidade. 

O número de laboratórios envolvidos na força-tarefa contra a pandemia poderá variar de acordo com a necessidade de ampliação do número de testes a serem realizados.

Leia na íntegra: Agecom

Compartilhar