USP recua em decisão sobre volta às atividades presenciais

Avanço da Covid-19 em SP fez universidade mudar os planos para o retorno presencial: não será mais obrigatório como anunciado em outubro

A Reitoria da USP divulgou na última terça-feira (17) a atualização do Plano USP para retomada das atividades presenciais. De acordo com o novo documento, em função dos dados atuais da pandemia da covid-19, que mostram evolução da doença no Estado de São Paulo, o retorno de 20% dos servidores técnicos e administrativos ao trabalho presencial, anunciado no final de outubro, deixa de ser compulsório e volta ser facultativo.

Não houve alteração em relação às aulas de graduação e de pós-graduação, que continuam a ser ministradas remotamente neste semestre.

Na última semana, o Centro de Contingência do Estado de São Paulo registrou aumento sistemático do número de internações hospitalares em função do coronavírus, tanto na rede pública quanto na rede privada.

Leia na Íntegra: Jornal da USP

Compartilhar