Abaixo-assinado pela derrubada dos vetos ao FNDCT já passa de 110 mil assinaturas

SBPC conclama professores, pesquisadores e amigos da ciência a assinar abaixo-assinado; meta é chegar a 1 milhão de assinaturas

A Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) convoca toda a comunidade científica, seus sócios e sociedades afiliadas, pesquisadores, professores e amigos da ciência a assinar a petição online pela derrubada dos vetos do presidente Jair Bolsonaro na Lei Complementar nº 177, sancionada em 12 de janeiro de 2021, sobre os recursos FNDCT, o Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

No dia 9 de fevereiro, cientistas de todo o País se mobilizaram em um grande tuitaço pela liberação dos recursos da principal fonte de financiamento à ciência, tecnologia e inovação no País. Com a #cienciasalva, a mobilização conquistou o terceiro lugar entre os assuntos mais comentados no Twitter na noite de ontem. Parlamentares compartilharam as postagens e se comprometeram a apoiar a reivindicação dos cientistas no Congresso. A sigla FNDCT também entrou no ranking.

A mobilização em defesa dos recursos do FNDCT teve início com o lançamento, no dia 26 de janeiro, pela Iniciativa para Ciência e Tecnologia no Parlamento (ICTP.br), a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), a Academia Brasileira de Ciências (ABC) e mais de 90 entidades científicas, acadêmicas e tecnológicas de todo o País, do abaixo-assinado, que até o momento já recebeu mais de 110 mil assinaturas. O objetivo é chegar a 1 milhão de assinantes, para ser entregue a senadores e deputados, que revisarão os vetos ao projeto.

Precisamos demonstrar nosso apoio aos parlamentares para que derrubem esses vetos. Como fazer isso?

1) Enviando e-mail aos 71 senadores e 385 deputados que votaram favoráveis ao projeto de lei (veja aqui a lista dos parlamentares e modelos de mensagens);

2) Assinando a petição online pela liberação total dos recursos do FNDCT, disponível neste link;

Apoie esta campanha! A ciência salva! Salve a ciência!

Fonte: SBPC

Compartilhar