Ultrafreezers cedidos pela UFSC para armazenar vacinas são instalados na Rede de Frio da Prefeitura de Florianópolis

Universidade cedeu os equipamentos para uso gratuito pelo período de um ano. Os três equipamentos têm capacidade conjunta de armazenar 948 litros

Três ultrafreezers cedidos pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) já estão instalados em uma unidade da Rede de Frio da Secretaria Municipal de Saúde de Florianópolis. Os equipamentos foram transportados na quarta-feira, 28 de abril, e serão utilizados para armazenar vacinas da farmacêutica Pfizer, cujas primeiras doses devem chegar ao Brasil nesta quinta-feira. O imunizante necessita de conservação a baixíssimas temperaturas (80 graus negativos) até ser distribuído aos postos de vacinação, por isso deve ser destinado incialmente para as capitais brasileiras.

A Universidade cedeu os equipamentos para uso gratuito pelo período de um ano. Os três equipamentos têm capacidade conjunta de armazenar 948 litros. “A parceria entre a UFSC e a Prefeitura de Florianópolis é fundamental para nós. Com estes equipamentos, conseguiremos armazenar corretamente as vacinas e avançar a imunização da nossa população, sem precisar contratar novos equipamentos que demandariam mais recursos públicos”, afirmou o prefeito da Capital, Gean Loureiro.

A cessão dos equipamentos é um dos desdobramentos de uma parceria iniciada em dezembro de 2020, quando a Secretaria Municipal de Saúde procurou a Universidade em busca de apoio a ações de vigilância epidemiológica e perguntando sobre a possibilidade de a UFSC emprestar ultrafreezers para o eventual armazenamento de vacinas. Os entendimentos evoluíram e, em 12 de janeiro, representantes da Secretaria e o próprio prefeito realizaram uma visita técnica à UFSC para conhecer os equipamentos.

Na visita, os membros da Prefeitura constataram que a Universidade tinha condições adequadas de infraestrutura e segurança para guardar as vacinas. No entanto, a PMF decidiu transportar os equipamentos para uma unidade de sua Rede de Frio. A justificativa é de que isso facilita a gestão de estoques de todas as vacinas utilizadas pelo município e a logística de armazenagem e distribuição dos imunizantes.

A professora Maique Weber Biavatti, superintendente de Projetos da Pró-reitoria de Pesquisa (Propesq), que participou dos entendimentos para formalização da parceria, afirma que a Universidade está pronta para contribuir com as medidas da administração municipal no combate à pandemia. “Não mediremos esforços junto com a Prefeitura Municipal de Florianópolis para que a vacinação ocorra da forma mais rápida possível”, afirma.

O Chefe de Gabinete da Reitoria, Áureo Mafra de Moraes, destacou que em março de 2020, logo após a suspensão das atividades presenciais na UFSC, a Universidade enviou ofício às prefeituras das cidades onde tem campi colocando a estrutura da instituição à disposição dos governos municipais.

Em Florianópolis foram desenvolvidas ações em parceria com a municipalidade, como a abertura de espaço para vacinação contra a gripe, a instalação de um ponto de testagem de Covid-19 e, mais recentemente, a instalação de pontos fixos de vacinação no Centro de Eventos, na Trindade, e no prédio da Secretaria de Educação a Distância (Sead), no Centro, além de um drive thru em frente ao Centro de Eventos.

Empréstimo

O termo de cessão de uso gratuito dos equipamentos foi assinado no dia 23 de abril pelo reitor Ubaldo Cesar Balthazar, representando a UFSC, e pelo secretário municipal de Saúde Carlos Alberto Justo da Silva, representando o município de Florianópolis. Prevê a cessão de uso de quatro equipamentos, totalizando 1.431 litros de capacidade de armazenamento.

O termo de empréstimo foi analisado e teve parecer favorável da Procuradoria Federal junto à UFSC e também foi aprovado pelo Conselho de Curadores da instituição, instância responsável pela gestão do seu patrimônio. A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) declarou não se opor à cessão de dois equipamentos que estão sob sua responsabilidade.

Pelas regras do acordo, o Município de Florianópolis tem a obrigação de zelar pela conservação, integridade e guarda dos ultrafreezers, responsabilizar-se e providenciar reparos e manutenções necessárias e devolver os bens em perfeito estado de funcionamento. O termo de empréstimo tem validade de um ano, mas poderá ser prorrogado mediante assinatura de termo aditivo.

Leia na íntegra:

Três ultrafreezers cedidos pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) já estão instalados em uma unidade da Rede de Frio da Secretaria Municipal de Saúde de Florianópolis. Os equipamentos foram transportados na quarta-feira, 28 de abril, e serão utilizados para armazenar vacinas da farmacêutica Pfizer, cujas primeiras doses devem chegar ao Brasil nesta quinta-feira. O imunizante necessita de conservação a baixíssimas temperaturas (80 graus negativos) até ser distribuído aos postos de vacinação, por isso deve ser destinado incialmente para as capitais brasileiras.

Freezer pode atingir temperatura de 86 graus negativos (Foto : Jonatan Santos/TV UFSC)

A Universidade cedeu os equipamentos para uso gratuito pelo período de um ano. Os três equipamentos têm capacidade conjunta de armazenar 948 litros. “A parceria entre a UFSC e a Prefeitura de Florianópolis é fundamental para nós. Com estes equipamentos, conseguiremos armazenar corretamente as vacinas e avançar a imunização da nossa população, sem precisar contratar novos equipamentos que demandariam mais recursos públicos”, afirmou o prefeito da Capital, Gean Loureiro.

A cessão dos equipamentos é um dos desdobramentos de uma parceria iniciada em dezembro de 2020, quando a Secretaria Municipal de Saúde procurou a Universidade em busca de apoio a ações de vigilância epidemiológica e perguntando sobre a possibilidade de a UFSC emprestar ultrafreezers para o eventual armazenamento de vacinas. Os entendimentos evoluíram e, em 12 de janeiro, representantes da Secretaria e o próprio prefeito realizaram uma visita técnica à UFSC para conhecer os equipamentos.

Na visita, os membros da Prefeitura constataram que a Universidade tinha condições adequadas de infraestrutura e segurança para guardar as vacinas. No entanto, a PMF decidiu transportar os equipamentos para uma unidade de sua Rede de Frio. A justificativa é de que isso facilita a gestão de estoques de todas as vacinas utilizadas pelo município e a logística de armazenagem e distribuição dos imunizantes.

A professora Maique Weber Biavatti, superintendente de Projetos da Pró-reitoria de Pesquisa (Propesq), que participou dos entendimentos para formalização da parceria, afirma que a Universidade está pronta para contribuir com as medidas da administração municipal no combate à pandemia. “Não mediremos esforços junto com a Prefeitura Municipal de Florianópolis para que a vacinação ocorra da forma mais rápida possível”, afirma.

O Chefe de Gabinete da Reitoria, Áureo Mafra de Moraes, destacou que em março de 2020, logo após a suspensão das atividades presenciais na UFSC, a Universidade enviou ofício às prefeituras das cidades onde tem campi colocando a estrutura da instituição à disposição dos governos municipais.

Em Florianópolis foram desenvolvidas ações em parceria com a municipalidade, como a abertura de espaço para vacinação contra a gripe, a instalação de um ponto de testagem de Covid-19 e, mais recentemente, a instalação de pontos fixos de vacinação no Centro de Eventos, na Trindade, e no prédio da Secretaria de Educação a Distância (Sead), no Centro, além de um drive thru em frente ao Centro de Eventos.

Empréstimo

O termo de cessão de uso gratuito dos equipamentos foi assinado no dia 23 de abril pelo reitor Ubaldo Cesar Balthazar, representando a UFSC, e pelo secretário municipal de Saúde Carlos Alberto Justo da Silva, representando o município de Florianópolis. Prevê a cessão de uso de quatro equipamentos, totalizando 1.431 litros de capacidade de armazenamento.

O termo de empréstimo foi analisado e teve parecer favorável da Procuradoria Federal junto à UFSC e também foi aprovado pelo Conselho de Curadores da instituição, instância responsável pela gestão do seu patrimônio. A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) declarou não se opor à cessão de dois equipamentos que estão sob sua responsabilidade.

Pelas regras do acordo, o Município de Florianópolis tem a obrigação de zelar pela conservação, integridade e guarda dos ultrafreezers, responsabilizar-se e providenciar reparos e manutenções necessárias e devolver os bens em perfeito estado de funcionamento. O termo de empréstimo tem validade de um ano, mas poderá ser prorrogado mediante assinatura de termo aditivo.

Fonte: Agecom

Compartilhar