Apufsc celebra 1º de maio com campanha de solidariedade em meio ao alto desemprego no país

Chegamos a mais um 1º de maio em meio à pandemia. Nesse intervalo de um ano, entre o dia dos trabalhadores de 2020 e este sábado de 2021, vimos o número de desempregados passar de 12 milhões para 14,4 milhões. Naquele 1º de maio, o Brasil registrava 6,3 mil mortos por Covid-19. Agora, são 400 mil, sem perspectiva de vacinação para todos. Mais da metade das famílias brasileiras estão em situação de insegurança alimentar.

Enquanto o governo federal reserva sofrimento aos trabalhadores e trabalhadoras do país, propomos uma ação para ajudar pessoas em vulnerabilidade social. A Apufsc acredita que A vacina que combate a fome e o frio é a solidariedade. Veja aqui como participar da campanha de arrecadação de alimentos e agasalhos.

1º de maio é o dia de nosso grito de avançar nas lutas

Por VIDA, PÃO, VACINA e EDUCAÇÃO

Diretoria da Apufsc-Sindical

Compartilhar