Movimento estudantil reage a declarações de Milton Ribeiro: ‘Bravatas do bolsonarismo’

A UNE anunciou que os estudantes irão às ruas nesta quarta-feira 11 contra o governo Bolsonaro, destaca a Carta Capital

A União Nacional dos Estudantes divulgou uma nota nesta terça-feira 10 em repúdio às declarações do ministro da Educação, Milton Ribeiro, à TV Brasil.

No comunicado, a entidade diz receber ‘sem nenhuma surpresa, mas com muita revolta’ as afirmações do chefe do MEC. Ribeiro declarou que a “universidade deveria, na verdade, ser para poucos, nesse sentido de ser útil à sociedade”. Ainda defendeu que as “vedetes” do futuro serão os institutos federais, capazes de formar técnicos. Questionado sobre as políticas de cotas, disse que “são os pais dos ‘filhinhos de papai’ que pagam impostos e sustentam a universidade pública”.

Para a UNE, os comentários de Milton Ribeiro são mais uma bravata do bolsonarismo e um reflexo do retrocesso que o governo impõe à educação.

“Quem paga a educação é o povo trabalhador brasileiro. E por direito o ensino superior de qualidade deve ser acessível a TODOS, porque assim o povo quer e assim foi acordado em nossa Constituição”, destacou a UNE em um trecho do texto.

Leia na íntegra: Carta Capital

Compartilhar