Gabarito do Enem 2021: fim de contrato com empresa terceirizada expõe sistema a risco

Servidores indicaram por meio de ofícios obtidos pelo Estadão que têm dúvidas sobre o procedimento sem o suporte de segurança

O fim do contrato com uma empresa terceirizada que fazia a gestão de risco do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem2021 pode prejudicar a divulgação do gabarito da prova. Servidores do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) indicaram esta semana por meio de ofícios à cúpula, obtidos pelo Estadão, que têm dúvidas sobre o procedimento sem o suporte de segurança. O gabarito precisa ser divulgado três dias depois da aplicação da última prova, no domingo. 

O contrato com a Modulo Security Solutions que previa “análise, avaliação, tratamento e monitoramento dos riscos inerentes à operacionalização logística dos exames” acabou em julho e não foi renovado pelo Inep. A empresa fazia o monitoramento de todos os processos da divulgação do gabarito entre as várias equipes envolvidas, das áreas de avaliação, planejamento, tecnologia e comunicação. “Parece trivial, só digitar e colocar no site, mas não é”, diz um servidor que trabalha há anos nesse processo. 

Eles explicam também que o Inep precisa considerar problemas eventualmente apontados em questões por professores de colégios e cursinhos – como duas respostas corretas ou nenhuma certa – que corrigem as provas extraoficialmente. Se há dúvidas, a empresa ajuda também na decisão de anular ou não alguma questão. 

Leia na íntegra: Estadão

Compartilhar